Primeiros Comentários às Eleições

Em primeiro lugar, a elevadíssima abstenção, que não abranda. Fruto do distanciamento entre políticos e cidadãos. Temos uma política que tem muitas semelhanças aos países subdesenvolvidos da América Latina, com muito interesse pessoal e egoista, mas pouco serviço altruista ao próximo. Os políticos comportam-se como celebridades narcisistas e, na verdade, são apenas peões em jogos corporativistas que não vão a eleições. O jornalismo é cada vez mais um amontoado de opiniões e com uma isenção inexistente, servido por ideologias tentadas dezenas de vezes e que nunca acertaram, juntamente com comentadeiros irrelevantes. A justiça é pouco credível e, tal como o resto dos serviços essenciais dos portugueses, está dividida em dois: a dos ricos e a dos outros. Por tudo isto, é normal que haja esta descrença e falta de participação no sistema político e na democracia.

Em segundo lugar, o vencedor. O PS ganha as eleições e deixa muita gente sossegada, perante o desespero de muita gente poder perder cargos. Vamos continuar a alimentar pançudos. Vamos continuar a criar pouca riqueza mas muitos ricos. Salientando que o PS ganha à custa dos partidos da extrema-esquerda, ou seja, há uma deslocação do eleitorado do PCP e do BE para o PS. Este não é o PS dos seus fundadores, é um PS autocrático que pretende a venezuelização do país. Cabe aos verdadeiros portugueses combater estes extremismos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s