Porto Tripeiro

Leio os jornais de hoje e não acredito. O Porto já passou por muito, desde invasões a cercos, já foi humilhado e desprezado, mas sempre sobreviveu. Porque ainda há quem sinta e seja esta cidade, desde as ruas gastas da Sé até à brisa onde acaba o rio e começa o mar. São os tripeiros, um termo prejurativo para os elitistas e arrivistas, mas um nome que enche de orgulho quem tem esta alma verdadeira do Porto, humilde e honrada.

Nasci ao lado da Câmara Municipal e vivi a maior parte da minha vida ali perto, entre as mercearias tradicionais e as casas cheias de gente nossa. É a estes que na Ribeira, um pouco mais abaixo, o rio segreda verdades que ninguém imagina e que são mantidas pelos valores que construiram o Porto. Podem tirar-nos tudo, um lugar onde morar, o nosso negócio ou até a comida, mas aquilo que somos permanecerá sempre nesta alma única e neste coração tão grande como generoso.

Leio os jornais de hoje e não acredito. O Presidente da Câmara Municipal começa a ser julgado por crimes graves contra o próprio Porto. Mesmo que não acreditemos no que lemos ou na justiça, há algo irreparável que nos fere o orgulho e o espírito. Algo que poderia ter sido evitado e que nunca perdoaremos. Mas a cidade não morrerá nunca e há pessoas que estão de passagem, que jamais serão lembradas. O Porto sobreviverá e, quando as feridas sararem, construiremos uma cidade mais forte nestes escombros.

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s